Voluntariado – você deveria experimentar

Benjamin Franklin afirmou lá nos anos 1700: “Time is Money”. Esta é uma verdade absoluta. Você tem o livre arbítrio de abandonar esta leitura já neste primeiro parágrafo, já que voluntariar-se nunca foi sua praia, mas o meu desejo é que fique até o final, prometo que não vai ultrapassar 10 minutos. Muitas das coisas que aprendi na vida foi por exemplo de alguém próximo. Com o voluntariado não foi diferente. Não usarei aqui palavras de ordem, tais quais: SEJA um voluntário! FAÇA sua doação ou AJUDE a ONG XYZ… isso aqui não passa de um convite à reflexão.

Sempre fui uma pessoa muito tímida. A timidez é uma condição que atrapalha muito mais do que ajuda. Dificuldades de socialização me acompanhavam desde os tempos de escola primária. Quando criança/adolescente, você vive numa condição muito à margem dos demais, e na vida adulta, essa herança desagua da dificuldade de construir networking. Muitas pessoas (assim como eu) inicialmente escolhem trabalhar com TI justamente por estar (implícito) esta condição de “prefiro lidar com máquinas a pessoas”. Tudo o que imaginávamos precisar para sobreviver foi baseado na ideia de que só preciso de um fone de ouvido com redução de ruído, monitor e teclado.

Se uma condição parecida com essa te acompanha até hoje, talvez o “remédio” que eu uso regularmente também possa te ajudar: incorpore-se ao voluntariado, seja qual for. O maior beneficiado será você mesmo. Acredite! Se você sempre teve vontade de fazer algo nesta área, mas não tem a menor ideia de como ou por onde começar, a tecnologia pode te ajudar. Existem muitos exemplos, mas deixo aqui alguns exemplos que faço ou já fiz uso:

Sua comunidade local
Associações de amigos de bairro, Igrejas e Centros religiosos. Talvez este seja o caminho mais comum, ou o que mais conecta pessoas ao voluntariado. Geralmente há um programa, que vai desde aulas de reforço escolar, informática básica…até alimentação para pessoas em situação de rua, visitas a hospitais, asilos e orfanatos.

https://teto.org.br/
Imagine uma moradia que, quando chove, a água entra por baixo e por cima… Nesta atividade aqui você vai se sujar, há esforço físico e muitas atividades em conjunto com os moradores, construindo uma casinha melhor. Caso não queira se envolver mão-na-massa, você tem a opção de doar.

Be My Eyes
Ajude uma pessoa cega/com visão limitada com tarefas corriqueiras do dia-a-dia, através de chamada de vídeo, como combinar roupas, ler etiquetas e rótulos de embalagens, ler painéis de eletrodomésticos ou ajuda-los a encontrar algo que caiu no chão. Baixe o app e inscreva-se: Android | Apple

https://www.allmep.org/
Caso tenha sido tocado de alguma forma com as últimas notícias sobre conflitos entre Israel x Palestina, este pessoal aqui realmente luta pela paz, independente se estão em períodos como o de agora ou com menos exposição à mídia. É um grupo formado por gente que quer paz, independente de qualquer outra questão.

Ainda assim, caso não queira se aventurar em nenhuma das anteriores, se puder, vá ao cinema e assista este filme: Som da Liberdade. Apenas com este gesto você já estará ajudando mais de 150 milhões de pessoas. Tudo o que eu disser depois disso, corre o risco de virar spoiler, então melhor parar por aqui.

No final dos tempos, o amor de muitos esfriaria…mas o cobertor é compartilhado à partir do momento em que você se conecta com outras pessoas, com realidades totalmente diferentes da sua, e aí você entende quão importante é o exercício da empatia…Quando este exercício é praticado com frequência, você se torna uma pessoa melhor, passando a reclamar menos e agradecer mais. Isso será percebido no seu convívio social em todas as áreas e os benefícios serão notórios. Espero que encontre uma maneira de testar. Tem alguém esperando pela sua ajuda…

Sobre Rodnei Moreira 6 Artigos
Um observador nato, com espírito de eterno aprendiz. Um leitor meio nerd que não dispensa um bom chopp e nem uma boa roda de samba. Eu teria um desgosto profundo se faltasse o Flamengo no mundo.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*