Espírito de comunidade

Hoje eu vim trazer a minha visão sobre comunidades de T.I, o que é esse tal espírito de comunidade e porque pessoas gastam horas do seu dia para postar conteúdo técnico para ajudar outras pessoas a resolver problemas, ou mesmo ensinar.

Primeiro vou perguntar algo a você, hoje quando você tem dúvida de algo qual a primeira coisa que você faz?

Tenho certeza de que 99% das respostas tenha sido, eu procuro no google/bing rsrs

E hoje em dia algumas empresas de tecnologia avaliam se o candidato consegue achar a resposta de um problema consultando buscadores e fóruns especializados.

Agora vem uma questão muito simples, se você quando tem dúvida procura no google/bing, quem é que publica lá?

COMUNIDADE TÉCNICA

Definimos comunidade como um grupo de pessoas que se ajudam entre si, ou formam grupos para aprender coletivamente mentorado por algum líder que detém o conhecimento. Existem vários tipos de comunidade, vou falar sobre algumas logo abaixo:

Eventos – Normalmente organizados pelo fabricante, com especialistas que estão dispostos a ensinar sobre sua tecnologia.

Meetups – encontros organizados para promover networking entre os participantes, discussões mútuas sobre a tecnologia.

Bootcamp – treinamento imersivo sobre alguma tecnologia.

Fóruns – Perguntas e respostas (Q&A) técnicas de cenários mundo real e problemas do mundo real, que os participantes se ajudam entre si.

Os exemplos citados acima são só algumas das formas de fomentar a comunidade técnica, porém existem outras como Youtube, blogs, grupo de discussão no telegram, whatsapp e outros. 

Mas em resumo, a força de uma comunidade pode ser medida sobre quantas pessoas estão se ajudando nos mais diversos canais. Inclusive a adoção de uma tecnologia por uma empresa também leva em conta o tamanho de sua comunidade, e uma decisão de utilização pode acabar sendo declinada em virtude a pouca aderença ao mercado e pessoas que utilizam.

CONTRIBUIDORES

Eis aqui o tópico principal desse artigo, os contribuidores da comunidade, o fator principal da que faz uma comunidade (pessoas), elas que criam, contribuem e evoluem a comunidade. Pessoas que dedicam algumas horas de seu dia para ajudar o próximo, seja escrevendo um artigo sobre alguma ferramenta, seja ajudando a resolver um problema técnico em algum fórum ou mesmo aquelas pessoas que trabalham nos bastidores, simplesmente ajudando colegas próximos quando procurado.

Se não fossem essas pessoas, nossa profissão não estaria tão evoluída, muitas tecnologias se quer teriam sobrevivido ou mesmo se desenvolvido tanto.

As comunidades técnicas brasileiras ainda estão engatinhando em comparação com vários países, é muito difícil achar conteúdo técnico em português, ou mesmo fóruns robustos com o nosso idioma local. Acabamos ficando atrasados sobre novas tecnologias, ou tendo que buscar conteúdos em inglês.

Apesar de termos grandes nomes de referência em tecnologia, temos poucos. A comunidade técnica só cresce com ajuda mútua, e se você consome ou consumiu o conteúdo de alguém, o que está esperando para começar a ajudar? Você foi convocado:

Sei que muitas pessoas não contribuem porque pensam “ah, meu conhecimento é muito básico”, “ninguém vai quer consumir o que estou produzindo porque sou júnior”, ou “estou só começando e por isso não vou conseguir ajudar ninguém”.

Há várias maneiras de contribuir com a comunidade, e não só resolvendo problemas avançados, neste mesmo blog temos exemplos claros disso, o primeiro é o relato da jornada da Leticia Desiderio, que conta um pouco de sua experiencia em iniciar na área de dev e dificuldades por ser mulher e preta:

Ou mesmo uma rotina de estudos para uma certificação, como foi o caso da Janaina nesse mesmo blog:

Dúvida simples, duvida complexa, artigo simples ou até um vídeo complexo com horas de duração, há várias maneiras de contribuir com a comunidade, e um simples compartilhamento de um artigo (mesmo que não seja seu) em redes sociais já pode alcançar alguém que tem aquela dúvida.

Então sempre que ver algo interessante, compartilhe com o mundo, seja em forma de artigo ou até um retuite.

Um relato pessoal

Eu participo e contribuo na comunidade tem alguns anos, antes mesmo de saber o que era a palavra comunidade (no âmbito da tecnologia) eu já fazia trabalho voluntario em escolas de periferia, dando aula de informática. Hoje palestro em eventos, participo de fóruns e escrevo artigos em diversos blogs.

Tenho a consciência de que ajudei e ajudo várias pessoas, mas não posso negar, quanto mais eu ajudo, mais eu recebo!

A satisfação em ajudar e a gratidão das pessoas por ter ajudado a solucionar algum problema, seguramente é parte de uma remuneração indireta que não é possível mensurar. Não há nada mais gratificante que receber um “obrigado, você me ajudou muito”

Servir, essa uma palavra que pode ajudar a definir uma comunidade, então, seja um sempre um servidor

Não importa em qual etapa você está na sua carreira de tecnologia, sempre procure contribuir com a comunidade, porque no final, não estamos contribuindo, e sim retribuindo tudo o que já consumimos para chegar aonde estamos 😉

Sobre Jackson Martins 30 Artigos
Aquele cara que não cansa de aprender e estudar! Empresário, Blogueiro, Instrutor e até youtuber. Curioso por natureza, não desisto até aprender e entender como tudo funciona 😜

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*