Trilha de Metodologias Ágeis: Parte 4 – SCRUM

Fonte da imagem: https://br.freepik.com/

Olá.  Pessoal, tudo bem? Hoje iremos para mais um post da nossa trilha de Metodologias Ágeis, e nosso capítulo hoje será nada mais e nada menos que o famoso SCRUM.

Com certeza você já ouviu falar nessa metodologia e não foi à toa. O SCRUM é considerado a metodologia mais usada atualmente. Seu foco é transformar projetos complexos em soluções simples, que a equipe consiga implantar e entregar com qualidade.

Curiosidade: O nome surgiu de uma jogada de rugby, onde 8 jogadores de cada time se unem a fim de disputar uma bola.

 O SCRUM organiza suas atividades em início, meio e fim e sua ideia principal não é de ajudar na execução das demandas, e sim te orientar a organizar e gerenciar melhor seus projetos. O SCRUM possui 3 pilares fundamentais, onde cada um se completa.

                Transparência: Todo mundo que está no projeto, sabe o que o outro está fazendo. As metas, datas de entregas e objetivos devem estar claros a todos.

                Adaptação: Melhoria contínua é a palavra-chave. Qualquer projeto pode apresentar obstáculos que não estavam no planejamento. Nesse caso, as mudanças são bem-vindas sempre que necessárias.

                Inspeção: Todas as etapas são monitoradas de perto pela equipe. Assim a equipe responsavel consegue saber se as demandas estão sendo cumpridas conforme planejados.

Papeis do SCRUM

O SCRUM é bem dividido em 3 papeis, que são eles: Product Owner, Scrum Master e Time Scrum.

Fonte da imagem: https://k21.global/

Product Owner (P.O):É o dono do Projeto, o início de tudo parte dele. É quem vai estabelecer as metas que devem ser atingidas, tanto porque ele tem a visão do que precisa ser atingido. A interação dele é muito importante, quanto mais informações ele trouxer e quando mais colaborar com a equipe, melhor será a execução do projeto.

Scrum Master: Não é o chefe da equipe nem coordenador de ninguém. Ele é o líder da equipe, e sua função é garantir que as ações necessárias para a entrega do projeto sejam feitas. Ele não manda em ninguém, apenas facilita os processos, e elimina os obstáculos que a equipe possa encontrar no projeto.

Time Scrum: Aqui você encontra quem faz o projeto. O time não deve ser grande, deve ter entre 4 e 8 pessoas no máximo, assim temos uma comunicação facilitada entre todas as partes do projeto. É um time autogerenciável, ou seja, cada um pode organizar suas próprias demandas, sem a necessidade de que alguém diga o que cada um deve fazer.

Como funciona o SCRUM

O funcionamento da metodologia é bem simples e dinâmico, a ideia é ser Agil.

O P.O. que inicia tudo, ele passa uma visão geral do produto ou tarefa, e realiza um planejamento.

O planejamento vira uma lista, chamada de Product Backlog. Muito importante que o P.O. defina a prioridade de cada entrega.

O projeto então é dividido em ciclos, chamados de Sprints. A duração de uma Sprint varia de 1 a 4 semanas no máximo. A Sprint nada mais é que a colocação na prática do que foi definido no Product Backlog.

 Antes de iniciar as Sprints, a equipe deve se reunir e planejar as tarefas que serão implantadas em cada ciclo. Aqui é onde todos da equipe tem uma visão clara do que será feito.

Daily Scrum: É uma reunião diária com duração de 15 minutos. Nela a equipe deve pontuar o que foi feito no dia anterior, o que fará hoje, e se teve algum impedimento, qual seria ele. Essa reunião é exclusiva do time, o Scrum Master e o P.O podem participar, porém apenas como Ouvintes.

Planejamento da Sprint: Uma Sprint deve durar de 1 a 4 semanas. Antes de iniciar uma sprint, é necessário fazer uma reunião e definir o que será feito em cada uma delas. O tempo de duração dessas reuniões irão variar conforme o tamanho do sprint, porém existe uma predefinição do tempo dessa reunião.

Para sprints de 1 semana, o planejamento é de 1 hora.

Para sprints de 2 semanas, o planejamento é de 2 horas.

Para sprints de 3 semanas, o planejamento é de 3 horas.

Para sprints de 4 semanas, o planejamento é de 4 horas. 

Sprint Review:  Sempre que acabar uma sprint, a equipe se reúne junto com o P.O e o Scrum Master, apresenta os resultados que tiveram nesse ciclo. A ideia aqui é ver se a entrega está acontecendo, e como está. Aqui é onde é definido se terá alguma mudança, e caso seja necessário, uma nova Sprint é criada. Lembre-se: Sempre coloque as mudanças em ordem de prioridade.

Sprint Retrospective: Aqui você vai analisar a eficácia dos processos que foram utilizados para entregar os resultados. É a oportunidade que o time scrum tem de se alto avaliar, e definir suas potenciais melhorias, para as próximas sprints.

A sprint Review e a Sprint Retrospective devem ocorrem sempre que acabar uma sprint, antes do início da outra.

Ao final de cada Sprint, a equipe entregará um pedacinho do projeto, e ao final de todo o ciclo das sprints, a equipe entrega o projeto por completo.

Espero que vocês tenham entendido como funciona a Metodologia Scrum. Ficou com alguma dúvida, já usou Scrum?  Deixe sua opinião nos comentários.

Abraços e até o próxima

Sobre Bianca Dezorzi 25 Artigos
Formada em Gestão de T.I, apaixonada por cães e sempre aprendendo. Atualmente trabalho como Customer Success Manager e coordeno uma poderosa central de serviços

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*