Você conhece o Fragment.com?

Fragment é uma plataforma blockchain do Telegram, onde você pode comprar e vender IDs de perfis e canais, números anônimos e assinaturas do Telegram premium.

De acordo com os termos de uso, o Fragment é uma plataforma que de: “troca gratuita e sem custódia que permite a qualquer pessoa comprar colecionáveis digitais de forma segura e anônima no formato NFT”. A plataforma é operada pela Fragment Corp.

De onde veio o Fragment?

Em maio de 2020, o fundador do Telegram, Pavel Durov, anunciou o encerramento do projeto Telegram Open Network devido a conflitos legais com a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA e à proibição da distribuição de tokens Gram. Depois disso, várias equipes independentes continuaram a trabalhar no blockchain com base no código do projeto. Entre eles está o projeto chinês Free TON (renomeado Everscale) da comunidade TON e NewTON. Este último lançou a rede de teste blockchain NewTON em maio de 2020. Em agosto de 2021, a equipe TON transferiu o domínio ton.org e o repositório GitHub para o projeto, e o projeto foi renomeado como The Open Network.

Em dezembro de 2021, Durov apoiou publicamente os desenvolvedores da rede. Em agosto de 2022, o CEO do Telegram anunciou um mercado baseado no blockchain TON.

A plataforma Fragment foi publicada em 27 de outubro de 2022. Durov disse que uma equipe de cinco pessoas, incluindo ele mesmo, trabalhou na plataforma durante cinco semanas. Segundo ele, em seu primeiro mês de operação, o Fragment vendeu US$ 50 milhões em nomes de usuários.

A partir de maio de 2023, a Fragment começou a operar oficialmente, todas as transações feitas na plataforma são realizadas com a criptomoeda Toncoin (TON). A propriedade dos identificadores é feita na blockchain da rede TON. O site deixa claro que esses direitos não podem ser revogados pela plataforma, e que as compras não são reembolsáveis. Os desenvolvedores do projeto não podem restaurar o acesso à carteira TON ou aos itens perdidos nela, e o Fragment não garante que o Telegram não bloqueará canais ou perfis por violarem as regras do aplicativo ou as leis de determinados países.

Durov disse que o projeto foi realizado por uma equipe de cinco pessoas, incluindo ele mesmo, e que trabalharam na plataforma durante cinco semanas. Segundo ele, em seu primeiro mês de operação, o Fragment vendeu US$ 50 milhões em nomes de usuários.

O que é vendido no Fragment?

Inicialmente, apenas os nomes de usuários e canais do Telegram eram vendidos no Fragment. Em maio de 2023, os lotes mais caros foram:

  • @news — 994.000 T (US$ 1,67 milhões);
  • @auto — 900.000 T (US$ 1,47 milhões);
  • @bank — 850.000 T (US$ 1,39 milhões);
  • @avia — 800.000 T (US$ 1,25 milhões);
  • @chat — 700.000 T (US$ 1,09 milhões);
  • @king — 675 mil toneladas (US$ 1,2 milhões);
  • @fifa — 600.000 T (US$ 984.000 mil);
  • @game — 500.000 T (US$ 800 mil);
  • @sber — 471.000 T (US$ 847 mil);
  • @meta — 404.000 T (US$ 723 mil).

Valores aproximados com base na taxa de cambio no momento da transação.

Em dezembro de 2022, o Telegram adicionou a capacidade de registrar uma conta sem cartão SIM usando um número anônimo baseado em blockchain e disponibilizou a compra dos números +888 no site.

Entre os números anônimos mais caros:

  • +888 8 888 — 300.000 T (US$ 684 mil);
  • +888 8 177 — 60.000 T (US$ 133 mil);
  • +888 1111 1111 — 52.500 T (US$ 126 mil);
  • +888 8 017 — 51 000 T (US$ 116 mil);
  • +888 0000 0000 — 50.000 T (US$ 114 mil).

Valores aproximados com base na taxa de cambio no momento da transação.

Em março de 2023, a Fragment lançou a capacidade de pagar pelo Telegram Premium. O preço depende do período de assinatura e da taxa TON.

Sobre Nicolau 16 Artigos
Fuçando o desenvolvimento de software desde 2013, sou da turma do código aberto, vivo pesquisando e garimpando a segurança na web. Sommelier de sucos e chocólatra de carteirinha. Hic svnt dracones.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*