Explorando as Principais Tendências Tecnológicas de 2024 Segundo a Gartner

O Gartner, renomado líder global em pesquisa e consultoria empresarial, divulga as 10 tendências tecnológicas estratégicas de destaque que as empresas devem explorar em 2024.

“As transformações tecnológicas e incertezas socioeconômicas exigem a disposição de agir de forma audaciosa e estratégica para aprimorar a resiliência em vez de respostas improvisadas”, diz Bart Willemsen. “Os líderes de TI estão em uma posição única para traçar estrategicamente um caminho em que os investimentos em tecnologia ajudem a manter o sucesso de seus negócios diante dessas incertezas e pressões.”

Bart Willemsen, Vice-Presidente de Análises do Gartner

Chris Howard, Vice-Presidente e Chefe de Pesquisa do Gartner, acrescenta que avaliar os impactos e benefícios das tendências tecnológicas é uma tarefa complexa devido ao rápido crescimento da inovação. Ele enfatiza que a Inteligência Artificial Generativa e outras formas de tecnologia oferecem novas oportunidades, mas extrair valor comercial dessas inovações requer uma abordagem disciplinada e atenção aos riscos.

O Gartner prevê que as principais tendências tecnológicas estratégicas até 2024 incluem:

Inteligência Artificial Generativa Democratizada

A democratização da Inteligência Artificial Generativa (GenAI) está em ascensão devido à convergência de modelos massivamente pré-treinados, computação em nuvem e a prevalência de código aberto, tornando-a acessível a profissionais em todo o mundo. O Gartner prevê que, até 2026, mais de 80% das empresas terão incorporado APIs e modelos de Inteligência Artificial Generativa em seus ambientes de produção, ou até mesmo implementado aplicativos que aproveitam essa tecnologia, marcando um aumento significativo em comparação com os menos de 5% registrados no início de 2023. As aplicações da Inteligência Artificial Generativa têm o potencial de democratizar o acesso a vastas fontes de informação, tanto internas quanto externas, para profissionais. Isso implica que a rápida adoção dessa tecnologia terá um impacto significativo na democratização do conhecimento e das habilidades nas empresas. Os modelos de linguagem avançados possibilitam que as empresas conectem seus colaboradores ao conhecimento de maneira conversacional, proporcionando uma compreensão semântica rica.

Gestão da confiança, risco e segurança da IA (TRiSM):


A ampla disponibilidade da Inteligência Artificial destaca a necessidade urgente e evidente de implementar o Gerenciamento de Confiança, Risco e Segurança da Tecnologia (TRiSM). Sem diretrizes claras, os modelos de Inteligência Artificial têm o potencial de desencadear efeitos negativos descontrolados, obscurecendo qualquer contribuição positiva e benefícios para a sociedade que a tecnologia pode proporcionar. O Gerenciamento de Confiança, Risco e Segurança da Inteligência Artificial oferece ferramentas essenciais para o ModelOps, proteção proativa de dados, segurança específica para IA, monitoramento abrangente de modelos (incluindo desvios de dados, modelo e/ou resultados não intencionais) e controles de risco para entradas e saídas de modelos e aplicativos de terceiros. O Gartner antecipa que, até 2026, as empresas que adotarem esses controles experimentarão uma melhoria significativa na precisão de suas decisões, reduzindo em até 80% a presença de informações prejudiciais ou não autênticas.

Desenvolvimento aumentado com IA:

O desenvolvimento auxiliado por Inteligência Artficial é o uso de tecnologias do tipo, como Inteligência Artificial Generativa e Machine Learning, para ajudar engenheiros de software em seus projetos, codificação e teste de aplicativos. A engenharia de software assistida por Inteligência Artificial melhora a produtividade dos desenvolvedores e permite que equipes de desenvolvimento atendam à crescente demanda por software para os negócios. Essas ferramentas de desenvolvimento infundidas com Inteligência Artificial permitem que engenheiros de software gastem menos tempo escrevendo código, para que possam dedicar mais tempo a atividades mais estratégicas, como o design e composição de aplicativos de negócios atraentes.

Aplicações Inteligentes:

As aplicações inteligentes incorporam inteligência como uma característica essencial. Segundo a definição do Gartner, isso implica uma capacidade de adaptação aprendida, permitindo respostas apropriadas e autônomas. Essa inteligência é aplicável em diversos cenários para aprimorar ou automatizar tarefas. Como elemento fundamental, as aplicações inteligentes englobam uma variedade de serviços baseados em Inteligência Artificial, como Machine Learning, armazenamento de vetores e análise de dados conectados. O resultado é a entrega de experiências dinâmicas, ajustando-se continuamente às necessidades dos usuários.

A demanda por aplicações inteligentes é notável, evidenciada pelo fato de que cerca de 26% dos CEOs, conforme revelado na Pesquisa de CEO e Executivos de Negócios Sênior do Gartner em 2023, identificaram a escassez de talentos como o risco mais prejudicial para suas empresas. A atração e retenção de profissionais emergem como a principal prioridade de força de trabalho para esses líderes empresariais, sendo a Inteligência Artificial apontada como a tecnologia que exercerá o impacto mais significativo em suas respectivas indústrias nos próximos três anos

Tecnologia Sustentável:

A tecnologia sustentável engloba um conjunto de soluções digitais destinadas a promover resultados ambientais, sociais e de governança (ESG), com o propósito de apoiar o equilíbrio ecológico a longo prazo, bem como os direitos humanos. O emprego de tecnologias como Inteligência Artificial, criptomoedas, Internet das Coisas (IoT) e Computação em Nuvem tem suscitado preocupações quanto ao consumo de energia e seus potenciais impactos ambientais. Diante desse cenário, torna-se crucial assegurar que o uso da Tecnologia da Informação (TI) seja mais eficiente, circular e sustentável. De fato, o Gartner projeta que até 2027, cerca de 25% dos Chief Information Officers (CIOs) vincularão sua compensação pessoal ao impacto de suas iniciativas de tecnologia sustentável.

Plataformas de Nuvem da Indústria:

Até o ano de 2027, o Gartner projeta que mais de 70% das empresas adotarão Plataformas de Nuvem da Indústria (ICPs) como parte integrante para impulsionar suas iniciativas de negócios, representando um significativo aumento em comparação aos 15% estimados para o ano de 2023. Estas plataformas têm como foco endereçar resultados de negócios específicos para determinadas indústrias, unificando serviços fundamentais de Software como Serviço (SaaS), Plataforma como Serviço (PaaS) e Infraestrutura como Serviço (IaaS) em uma oferta abrangente com capacidades modularmente compostas.

De maneira geral, essas plataformas englobam elementos como um tecido de dados setorial, uma biblioteca de capacidades de negócios pré-empacotadas, ferramentas de composição e outras inovações de plataforma. As Plataformas de Nuvem da Indústria são concebidas como soluções de nuvem personalizadas, especificamente desenvolvidas para atender às necessidades particulares de uma determinada indústria. Além disso, elas são flexíveis o suficiente para serem adaptadas conforme as exigências específicas de empresas individuais. Este movimento em direção às ICPs reflete a crescente percepção do valor estratégico dessas plataformas na aceleração e otimização das estratégias de negócios em diversos setores industriais.

Essas tendências destacam as tecnologias que impulsionarão disrupções significativas e oferecem oportunidades para os líderes de TI nos próximos 36 meses, como detalhado no Relatório Especial “Top Strategic Technology Trends for 2024” do Gartner.

Referência:
GARTNER. Principais Tendências Tecnológicas. Disponível em: https://www.gartner.com.br/pt-br/tecnologia-da-informacao/insights/principais-tendencias-tecnologicas

Sobre Janaina Valim 73 Artigos
Como Analista de Dados, minha paixão é desvendar insights valiosos e transformá-los em estratégias de sucesso. Constantemente em busca de novos conhecimentos, minha jornada vai além das planilhas e gráficos. Fora do mundo dos dados, sou uma apreciadora entusiasta de vinhos e cervejas, sempre em busca de novos sabores e experiências.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*