O uso do Big Data

O termo “Big Data” foi popularizado em 2005 e se refere a enormes quantidades de dados gerados por dispositivos eletrônicos, aplicativos, sensores e outras fontes. De lá para cá, a quantidade de dados gerados tem aumentado exponencialmente, estimulando a necessidade de tecnologias e técnicas avançadas para lidar com essa quantidade de informação.

No início, as empresas enfrentavam dificuldades para lidar com os dados gerados, mas com o passar dos anos, o armazenamento em nuvem, o processamento em larga escala e a análise de dados tornaram-se mais acessíveis e acessíveis. Além disso, as empresas passaram a compreender a importância dos dados e começaram a investir em tecnologias de Big Data para obter uma vantagem competitiva.

O Big Data também tem ajudado a mudar a forma como as empresas tomam decisões. Antes, as decisões eram baseadas em informações limitadas, geralmente coletadas manualmente ou por meio de questionários. Hoje, as empresas têm acesso a enormes quantidades de dados gerados por fontes diversas e podem usá-los para tomar decisões mais informadas e precisas.

A evolução do Big Data também tem impactado outras áreas, como a ciência de dados e a inteligência artificial. A ciência de dados é uma disciplina que envolve o uso de técnicas estatísticas, matemáticas e informáticas para extrair conhecimento e insights valiosos de dados. A inteligência artificial é uma área da tecnologia que se concentra em desenvolver sistemas que aprendem e imitam a inteligência humana. Ambos são tecnologias-chave que ajudam as empresas a obter insights valiosos dos dados.

Muitas empresas utilizam Big Data para a aprimorarão das operações dos serviços com os clientes um ótimo exemplo é a Amanzon.

A Amazon é conhecida por utilizar o big data em diversas áreas do seu negócio para tomar decisões informadas e eficazes. A empresa coleta dados dos seus usuários, como histórico de compras, navegação no site, avaliações e pesquisas, para gerar recomendações personalizadas de produtos, aumentando as chances de venda. Além disso, a Amazon utiliza algoritmos de machine learning para analisar dados de vendas passadas e prever a demanda futura de seus produtos, ajudando a gerenciar estoques e minimizar desperdícios. A análise de sentimento em seus reviews de produtos também é utilizada pela empresa para identificar tendências, padrões de comportamento e preferências do consumidor, e então melhorar seus produtos e serviços.

Outra forma de uso do big data pela Amazon é a otimização de preço. A empresa usa dados em tempo real para ajustar preços de acordo com a oferta e a demanda, permitindo-lhe maximizar lucros e aumentar a participação de mercado. Além disso, a Amazon usa big data para gerenciar sua rede de distribuição global e otimizar suas operações de armazenamento e logística, incluindo gerenciamento de estoque e rastreamento de remessas. Essas são apenas algumas das maneiras que a Amazon utiliza o big data em seu negócio, e a empresa está sempre buscando novas formas de usar dados para melhorar a experiência do cliente e tomar decisões mais precisas e informadas.

Em resumo, o uso de Big Data tornou-se cada vez mais importante em diversas áreas de negócios, Por exemplo, as tecnologias de Big Data estão sendo usadas para prever doenças. O Big Data tambem permite que as empresas analisem grandes quantidades de informações para identificar padrões, tendências e insights que podem ser usados para melhorar produtos, serviços e processos de negócios.

Sobre Janaina Valim 82 Artigos
Como Analista de Dados, minha paixão é desvendar insights valiosos e transformá-los em estratégias de sucesso. Constantemente em busca de novos conhecimentos, minha jornada vai além das planilhas e gráficos. Fora do mundo dos dados, sou uma apreciadora entusiasta de vinhos e cervejas, sempre em busca de novos sabores e experiências.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*