Vamos conhecer: Charles Babbage

Em pleno século 21, é fácil nos encantar com a tecnologia que nos cerca! Nesse instante, ao ler este post, é provável que você esteja lendo pela tela de um smartphone, tipo de aparelho que facilmente pode substituir um computador de mesa ou um notebook , lembrando é claro, o tipo de uso que se tem mente, mas nem sempre foi assim, “fácil”!

Este post é o primeiro em que quero apresentar a vocês, uma série de personalidades que dedicaram sua vida ao avanço da T.I. Importante lembrar que nada se cria “do nada”, por isso vamos conhecer e principalmente celebrar aqueles que, por exemplo, tornaram possível através de uma tela, seja portátil ou não, resolver uma série de problemas do nosso cotidiano.

O ano é 1791, dia 26 de Dezembro, Londres, Inglaterra, nascia Charles Babbage, filho de Benjamin Babbage e Betsy Plumleigh Babbage. Charles Babbage teve acesso a uma excelente educação e o que possibilitou a ter ocupações como matemático, cientista da computação(é…eu sei, estranho, mas eu já chego lá), inventor, economista, filósofo, professor universitário, engenheiro, astrônomo e escritor.

Gravura em madeira do retrato de Charles Babbage em 1871.

Quando citamos as ocupações de Babbage, fica difícil de acreditar que no século 19 já podemos identificar alguém que tinha contato com computadores. A explicação para isso é que Charles Babbage, inspirado por uma máquina de tecelagem automática, criada Joseph-Marie Jacquard em 1801, concebeu o que conhecemos por Máquina Diferencial.

Em 1822, Babbage apresenta um modelo ainda não finalizado da Máquina Diferencial. Era possível realizar cálculos que resolviam equações polinômicas, necessárias para montagem de tabelas matemáticas usadas na navegação marítima daquela época, eliminando erros de cálculo que poderiam custar a vida dos navegantes.

Esta é apenas uma parte da Máquina Diferencial, montada pelo filho de Babbage, com as peças achadas em seu laboratório.

Em 1833, Charles Babbage começa a trabalhar no projeto da Máquina Analítica. O projeto previa implementação de especificações encontradas em computadores modernos, sendo que haviam quatro partes distintas como “a esteira”(the mill) se assemelhando a CPU, “o armazém”(the store) onde os dados ficavam armazenados para posterior processamento, “a leitora”(the reader) e “a impressora”(the printer), que se assemelham aos dispositivos de entrada e saída de dados, lembrando que, a operação seria totalmente mecânica.

A Máquina Analítica seria programável e com a participação da matemática Ada Lovelace(Condessa de Lovelace), foi possível o uso de cartões perfurados, uma vez que ela traduziu do francês, um artigo que mostrava ser possível o uso dos tais cartões perfurados, habilitando o cálculo de números de Bernoulli pela Máquina Analítica. Por criar uma maneira de “dizer o que fazer” para Máquina Analítica, Ada Lovelace é a primeira desenvolvedora da História.

Augusta Ada Byron King, também conhecida Ada Lovelace, ou Condessa de Lovelace. Ela merece destaque na História da T.I.

Charles Babbage e Ada Lovelace não puderam ver em vida a Máquina Analítica construída, já que depois de uma tentativa que levou 19 anos para construção do dispositivo, o governo britânico cortou o financiamento do projeto. Somente em 1991, a construção do que é chamada de Máquina Diferencial N° 2, pelo Museu da Ciência de Londres, nos coloca próximos do projeto de Babbage, sendo que essa Máquina é um refinamento proposto por ele, enquanto trabalhava no desenvolvimento da Máquina Analítica.

Uma segunda unidade da Máquina Diferencial N° 2 foi construída nos Estados Unidos e colocada em exposição desde 2008. É possível ver seu funcionamento no vídeo:

Um computador à manivela, literalmente!

Charles Babbage tem uma história fascinante, por isso eu incentivo a pesquisarem a respeito de sua vida. Ele é o primeiro que escolhi para contar um pouco sobre as pessoas que fazem o universo da T.I tão maravilhoso, mas existem muitas personalidades a serem descobertas ainda.

Desde já fica o convite para conhecer estas pessoas incríveis!

Até a próxima.

Sobre Tadeu Bolognes 1 Artigo
Aprendendo a fazer as perguntas corretas, não somente na área de T.I, mas na vida.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*